Convidados

Conheça os debatedores convidados que estarão contribuindo nas discussões do 3º Curso de Comunicação Popular do Paraná.

Veja a programação completa aqui.

14 de agosto de 2015

 >> A comunicação como estratégia de luta da classe trabalhadora <<

  Maria Mello – Comitê do Distrito Federal   do Fórum Nacional pela Democratização da Mídia – FNDC

Jornalista do Conselho Federal de Psicologia e integrante do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), Maria estará na mesa de abertura do 3º Curso de Comunicação Popular, falando sobre a importância da luta pela democratização da mídia e sobre a comunicação popular enquanto ferramenta de mobilização.

Nessa batalha, o FNDC é responsável pela criação da campanha ‘Para expressar a liberdade’, que coleta assinaturas para apresentação de um Projeto de Lei de Iniciativa Popular da mídia democrática.

O Paraná integra a o Fórum através da Frente Paranaense pelo Direito à Comunicação e Liberdade de Expressão (Frentex-PR).

 

Alcides Nailovis García Carrazana  Alternativa  Bolivariana para os Povos da Nossa América – Alba Movimentos, de Cuba

Integrante da Alternativa Bolivariana para os Povos da Nossa América – Alba Movimentos, Arcides estará na mesa de abertura da 3ª edição do Curso de Comunicação Popular do Paraná, falando sobre o cenário da Comunicação nas lutas sociais do Brasil e da América Latina.

Uma plataforma de cooperação internacional, a Alba Movimentos atua pela integração social, política e econômica da América Latina e Caribe, baseada na visão de bem-estar social. Para isso, trabalha na perspectiva de formação política através da comunicação, organização e mobilização.

 

 >> Desafios e práticas da comunicação popular <<

 

RachelRachel Callai BragattoIntervozes e Soylocoporti

Jornalista e mestre em Sociologia, Rachel Bragatto pesquisa temas como democracia digital e  participação política. É uma das fundadoras do Coletivo Soylocoporti e do Intervozes Coletivo Brasil de Comunicação Social, organização que desenvolve ações com vistas a efetivação do direito humano à comunicação.

Composto por ativistas e profissionais com formação em diversas áreas distribuídos em 15 estados brasileiros, o Intervozes contribui, entre outras, na campanha ‘Banda larga é um direito seu’.

Rachel participará do Curso de Comunicação Popular na mesa ‘Desafios e práticas da Comunicação Popular’, na tarde do dia 14, para falar sobre a digitalização de televisão e dos canais da cidadania, relacionando os desafios da nova tecnologia com a comunicação popular.

 

LenoWellington Lenon Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)

Integrante integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no acampamento Herdeiros da Terra de 1º de Maio, em Rio Bonito do Iguaçu/PR, Wellington é também comunicador da brigada de audiovisual do MST.

Um dos mais importantes movimentos sociais do Brasil, o MST tem como foco a defesa da dignidade do trabalhador do campo, a luta pela reforma e pela transformação da sociedade através da inclusão social. Para isso, desenvolve ações de comunicação popular, que contribuem no fortalecimento da luta.

Welligton participará do 3º Curso na mesa ‘Desafios e práticas da Comunicação Popular’, na tarde do dia 14, para falar as potencialidades e dificuldades da prática da comunicação popular dentro de movimentos sociais.

 

Thiago NovaesPlataforma Digital Radio Mondiale – Brasil
Rio de Janeiro

Pesquisador de Telecomunicações, Thiago Novaes é integrante da Plataforma DRM-Brasil (Digital Radio Mondiale). A DRM tem como missão auxiliar e dar suporte a implantação do rádio digital no país.

Thiago estará na mesa de debate realizada no dia 14 à tarde, para falar de que forma a digitalização do rádio pode contribuir para a Comunicação Popular e quais são as ações do governo nesse sentido.

 

 

15 de agosto de 2015

 >> Convergência de mídias e diversidade de linguagem para a luta política <<

 

DavidDavid MartinsLevante Popular da Juventude

Professor na rede estadual de ensino do Rio Grande do Sul, David é integrante do Levante Popular da Juventude, uma organização de jovens militantes que lutam pela transformação da sociedade, através do projeto popular. Para a luta política, o grupo costuma utilizar diferentes linguagens e ferramentas de comunicação. Entre elas, a Agitação e Propaganda (Agitprop).

David estará na mesa ‘Convergência de mídias e diversidade de linguagem para luta política’, na manhã do dia 15, e falará sobre as diferentes formas de comunicar a luta.

 

16 de agosto de 2015

>> Pés no chão e mídias na mão: próximos passos na construção da comunicação popular no Panará <<

 

JulioJulio Carignano Sindicato dos Jornalistas do Paraná (Sindijor)

Formado em Comunicação Social, com prática no jornalismo, Julio é Diretor de Comunicação do Sindicato dos Jornalistas do Paraná, em Cascavel.

O Sindijor, cuja sede está localizada em Curitiba, representa os interesses da classe trabalhadora dos profissionais de jornalismo do Paraná e busca o aprimoramento das instituições democráticas brasileiras. Tem área de abrangência em todo o estado, com exceção da região norte, que possui sindicato próprio, com sede em Londrina.

Julio participará da 3ª edição do Curso na manhã do dia 16, e contribuirá na reflexão do aprimoramento da comunicação popular no estado. Ele integrará a mesa ‘Pés no chão e mídias na mão: próximos passos na construção da comunicação popular no Paraná’.

 

EdnubiaEdnubia Ghisi Centro de Formação Urbana e Rural Irmã Araújo e Frente Paranaense pelo Direito à Comunicação e Liberdade de Expressão (Frentex-PR).

Jornalista e comunicadora popular do Centro de Formação Urbana e Rural Irmã Araújo, uma organização da sociedade civil que visa fortalecer a organização popular e as lutas do povo por melhores condições de vida.

Ednubia também integra a Frente Paranaense pelo Direito à Comunicação e Liberdade de Expressão (Frentex-PR), articulação que reúne entidades e pessoas interessadas em fortalecer o movimento pelo direito à comunicação. A Frentex-PR é uma das frentes estaduais que compõe o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC).

Ednubia participará da 3ª edição do Curso na manhã do dia 16, para contribuir na reflexão da comunicação popular enquanto ferramenta de luta para educação popular e para a democratização da mídia. Ela integrará a mesa ‘Pés no chão e mídias na mão: próximos passos na construção da comunicação popular no Paraná’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*